Professora Sem Classe

Título Original: Bad Teacher
Diretor: Jake Kasdan
Elenco: Cameron Diaz, Jason Segel, Justin Timberlake, Thomas Lennon, Molly Shannon, John Michael Higgins, John Michael Higgins, Jerry Lambert
Ano: 2011

Imoral, indecente e ofensivo. Isso é o mínimo que se pode dizer da comédia estrelada pela ex-modelo Cameron Diaz e pelo cantor-dublê-de-ator Justin Timberlake.

Na pretensa trama, Diaz (“As Panteras”) é Elizabeth, uma professora da 7ª série, viciada, bêbada e desbocada que, após ser chutada pelo noivo rico/filhinho da mamãe, precisa conseguir dinheiro para pagar a cirurgia de aumento dos seios e assim realizar seu grande objetivo: arranjar um marido rico e viver sem grandes responsabilidades.

O desejo em realizar a cirurgia aumenta ainda mais quando ela conhece o novo professor substituto (Timberlake), que embora rico e bem de vida, opta por dar aulas e enxergar apenas o “grande coração das pessoas” (vide a foto da ex do rapaz).

Alcançar seu objetivo torna-se mais palpável quando Elizabeth descobre ter uma classe de aula cheia de alunos com problemas, o que pode ajudá-la financeiramente. No caminho, porém, ela terá uma oponente que fará de tudo para mostrar quem é realmente a professora Elizabeth, enquanto é cortejada pelo sem sal professor de educação física.

Ser professor nos dias atuais – onde alunos podem ser fisicamente agressivos e acreditam que o Google é o melhor professor que existe – é uma tarefa árdua. Considerado antigamente o ofício pilar da sociedade, bonito e gratificante, ser professor tornou-se desgastante e não compensatório financeiro e emocionalmente. Nos cinemas, houve dezenas de filmes, como “Ao Mestre, Com Carinho”, com Sidney Poitier ou “Mentes Perigosas”, com Michelle Pfeiffer, nos quais a atividade de lecionar era mostrada com suas dificuldades, mas também com a alegria advinda dela, na qual, com esforço e dedicação, tudo era possível, com diferentes perfis de alunos, diferentes mundos e realidades. Porém, neste filme, tudo isso é irrelevante, dispensável e chato.

Ao final da projeção, após risos forçados por situações absurdas e incoerentes, tem-se a prova de que, a professora da personagem de Diaz é tudo, menos professora. Só faltou também dizer o que eram os demais personagens do filme….

Patrícia Quintas
16/08/2011

Anúncios
Esse post foi publicado em Filmes e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s