Two and a Half Men – A estréia de Ashton Kutcher

No final da temporada passada, os fãs da série Two and a Half Men ficaram desolados… Com apenas 16 episódios e ataques mútuos entre o astro Charlie Sheen e os produtores, que culminaram em demissão pública do astro-encrenqueiro, muitos deram o show por cancelado.
Porém, alguns meses depois, muito marketing envolvido e roteiristas certos de que o show poderia continuar sem sua estrela principal, resultaram em uma das estréias mais aguardadas dos últimos tempos na TV: a 9ª temporada da série, apresentando o “substituto” de Sheen, o ator Ashton Kutcher, conhecido do público pela série “That’s 70’s Show”, alguns filmes e, claro, por ser o marido da atriz Demi Moore.

O primeiro episódio, “Nice to Meet You, Walden Schmidt”, começa com a música tema “Men-men-Men…” em ritmo fúnebre, nos levando diretamente ao velório de Charlie Harper (Sheen), representado pela roupa-uniforme, camisão e bermuda. Enquanto Alan tenta falar do irmão falecido, as muitas mulheres presentes, ex-casos de Charlie, relembram momentos com o falecido e a mãe deles não perde a oportunidade de anunciar a venda da tão famosa (e valiosa) casa de Malibu.

Fazendo um gancho com a temporada passada, que termina quando Charlie segue Rosie em Paris, ela é convidada para falar sobre ele, gerando a dúvida: a morte do mulherengo foi acidente ou obra da eterna perseguidora? Sem se aprofundar na questão, logo temos participações especiais no episódio (John Stamos e do casal Jenna Elfman e Thomas Gibson – lembram de “Dharma & Greg”?), preparando terreno para o novo integrante do elenco.
Em uma cena hilária de Alan, os restos de Charlie se fundem na casa em que viveu, deixando claro que, apesar do novo morador que chega, aquela casa ainda tem os “fluídos” do antigo dono…

Kutcher é Walden, um bilionário, com “bi”, que após ser largado pela mulher dos seus sonhos, tenta o suicídio e fracassa. Quando Alan o conhece, logo tenta animar o rapaz, saindo pra beber com ele. Porém, o que a príncipio parece ser uma inversão de valores – Walden ser uma espécie de Alan do início da série – logo volta a ser um “revival” para Alan, quando este é abandonado e o bilionário se consola com duas mulheres.

No geral, o episódio foi hilário, destacando as cenas de Walden nu abraçando Alan e o choque gerado em Bertha, (Meredith) Judith e Jake. Kutcher tá bem tranquilo no papel e Jon Cryer parece não ter sentido a troca de “irmãos”. O episódio teve continuação, o qual teve queda na audiência. Porém, acredito que, motivados como estão produtores e roteiristas da série, esta promete ser uma das grandes comédias da temporada 2011/2012.

Patrícia Quintas
28/09/2011

Anúncios
Esse post foi publicado em Séries. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Two and a Half Men – A estréia de Ashton Kutcher

  1. Tuca Passarelli disse:

    Posso fazer uma aposta? Esse negócio não vai dar certo: o garoto já cresceu demais, o Ashton Kutcher está dando sono e o coitado do irmão-bobão mais talentoso da TV não vai dar conta de tudo sozinho. Não há espaço para dois bobôes, ô, roteiristas!
    A audiência anda manca, mas é por uma boa razão: o furacão saiu do barco… fosse eu da CBS, diria “Vá-te a bordo, Charlie Sheen!” Tá fazendo muuuuuita falta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s