X-Men Origens: Wolverine

wolverineTítulo Original: X-Men Origins: Wolverine
Direção: Gavin Hood
Elenco: Hugh Jackman, Liev Schreiber, Lynn Collins, Dominic Monaghan, Ryan Reynolds, Danny Huston, Taylor Kitsch, Kevin Durand
Ano: 2009

Se você não é um fã “xiita” dos mutantes da Marvel e deseja apenas uma boa diversão para um sábado à noite, “X-Men Origens: Wolverine” é um ótimo filme! Mas, se você queria saber um pouco mais sobre o mutante mais famoso dos gibis, bem, aí já é outra história…

O filme do diretor Gavin Hood começa bem, tendo como ponto de partida a história contada na revista “Origem”, na qual, em três partes (“O Despertar da Fera”, “Céu e Inferno” e “Revelações”), finalmente o passado de Wolverine recebe uma explicação. Como na revista, o filme inicia no Canadá, mostrando o jovem James Howlett como um menino fraco e doente, que presencia (e atua) na tragédia familiar que o faz fugir de casa, acompanhado pelo filho do capataz, o jovem Victor Creed, conhecido como Cão.

Daí, já assumindo o nome Logan, ele e Creed participam de grandes batalhas, tais como a Primeira e Segunda Guerra Mundial e na Guerra do Vietnã, em uma sequência de tirar o fôlego mostrada durante os créditos iniciais. Já nesta parte, fica claro para o público fã do mutante que, nas mãos de um diretor comprometido (tal como Peter Jackson e “O Senhor dos Anéis”) e de um estúdio que vise arte e não só lucro (como a Marvel Stúdio e seu Homem de Ferro), a trajetória de Logan deveria ser contada não em apenas um filme, mas em dois ou três, já que o baixinho dono da mutação de regeneração é imortal, tendo visto e participado de eventos grandes e importantes nesses cem anos de existência.

Bem, mas voltemos ao filme que a Fox permitiu ser feito… Após serem capturados pelo General Striker (que, para quem assistiu a “trilogia” original, sabe que ele não gosta nem um pouco de mutantes), Logan e Creed participam de um grupo especial, a Tropa Alfa, que, além da caça à outros mutantes, também procura Adamantium. Após mais uma atrocidade cometida por Creed (papel de Liev Shreiber, de O Despertar de uma Paixão), Logan abandona o grupo e vai viver uma vida pacata, ao lado da namorada. Quando Creed reaparece, assumindo o posto de Dentes de Sabre, o grande inimigo de Wolverine, mais uma tragédia acontece, levando Logan a se unir ao general em busca de vingança!

Até este ponto, tanta coisa já aconteceu que fica difícil imaginar que um filme de menos de uma hora e meia possa contar, restando apenas dúvidas: por quê Creed fica mais animalesco (até se tornar o ser que apenas grunhe no primeiro filme) e Logan não? por quê o ódio de Creed? A Tropa Alfa só teve uma missão com Wolverine? Quem eram seus membros? Como agiam sem o governo se dar conta? E a arma X? Essas e (muitas) outras perguntas surgem e ficam sem resposta, pois o importante no filme parece ser apenas o bater e bater novamente (o encontro entre Wolverine e Gambit mostra bem isso).
Apesar de tudo, resta ao fã do mutante o próximo filme, que já teve sinal verde da Fox, com Jackman reprisando o papel e contando a história de Wolverine no Japão. Artes marciais, novos mutantes e a grande paixão de Logan deve estar presente; Magneto e o “roubo” do adamantium… bem, aí pode ser para um outro filme!

Extra:
O site Cinema em Cena publicou uma descrição das cenas adicionais do filme, que você pode ver após os créditos finais… Leia se não se importar com spoiler ou se saiu “rapidinho” do cinema: “Durante os créditos, um jipe do exército alcança Stryker, que continua a caminhar sob o comando de Kayla, e o informa de que ele está sendo procurado pela morte do general. Já depois dos créditos, há duas possíveis cenas: em uma, Wolverine surge em um bar no Japão, bebendo – e quando alguém lhe pergunta se ele bebe para esquecer algo, ele diz que “bebe para lembrar”. Na outra cena, a mão de Deadpool (o mutante Arma XI) alcança sua cabeça (que havia sido separada de seu corpo) e seus olhos se abrem, olhando diretamente para a câmera.”

Patrícia Quintas
14/09/2009

Anúncios
Esse post foi publicado em Filmes e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s